TEXTOS

Alice

By fevereiro 28, 2017 3 Comments

‘Vai pra casa.’ Ela disse. Eu olhei para aquele rosto incrustado de sardas e e sorri.
‘Por quê?’
‘Eu não gosto de você.’
‘Você está mentindo.’
‘Eu não estou mentindo.’ Seus grandes olhos verdes encontraram os meus e ela segurou o olhar. ‘Eu não gosto de você.’
‘Eu gosto de você.’ Eu disse.

'Eu não posso forçar a mim mesma a gostar de você da mesma maneira que você gosta de mim. Vai pra casa.'

Minha respiração parou por um momento e eu virei minha cabeça para o outro lado da sala, tentando fixar meus olhos em qualquer coisa que não fosse relacionada a ela. Mas o cheiro dela estava ali, a presença dela marcando e o silêncio doía nos meus ossos.

‘Então você me usou…’ Eu tive que dizer.
‘Não, eu não te usei.’ Alice mordeu seus lábios. Eu podia sentir que ela estava tentando pensar em algo para dizer sem que me magoasse. Ainda mais.
Eu finalmente tomei toda coragem que tinha pra poder encará-la.
‘Então o que aconteceu?’ Perguntei.
‘Eu pensei que eu poderia gostar de alguém só porque essa pessoa sabia como me amar, só porque eu era prioridade para essa pessoa. Só porque eu era amada por essa pessoa. Você no caso. Eu estava errada. Eu não posso e eu não vou.’
‘Você me usou. Você me usou para poder se sentir melhor consigo mesma. Para poder se sentir amada, se sentir consolada por alguém. Você usou meus sentimentos e minha capacidade de amar como humano como capricho pra uma garota mimada.’
‘Não fala isso…’ Ela não conseguia mais me encarar, então ela desviou o olhar para as próprias mãos que tremiam em seu colo.
‘Por quê? Por que é muita honestidade pra você? E você não sabe o que é isso?’
‘Porque você esta me machucando.’
‘Longe disso, Alice. Eu estava te amando. Eu amei você. Você que me machucou.’

E então eu me levantei e fui para casa.

Astrid

Astrid Lacerda

Author Astrid Lacerda

Financial & High Performance Coach, CCO at SobreEntretenimento and Writer

More posts by Astrid Lacerda

Join the discussion 3 Comments

Leave a Reply

“First they ignore you, then they laugh at you, then they fight you, then you win.” M. Gandhi