Um dos significados de percepção é impressão. A percepção, nesse caso, seria aquilo que as pessoas acham de você, uma impressão, seja ela primeira impressão ou não. Um conceito formado. Devemos entender que a percepção é um jogo perdido já que nós não controlamos a percepção, você não está no controle do conceito que as pessoas têm de você.

O que mais nos afeta nos dias de hoje é a percepção. Nos afeta porque cria dentro de nós um receio pelo julgamento, por conta disso, deixamos de fazer certas coisas, ou de dizer certas coisas por medo do feedback de terceiros. Esse é o principal motivo da sua limitação, a incansável busca por aceitação.

'I do not take constructive criticism from people who have never constructed anything.' Eric Thomas

Infelizmente, de acordo com a natureza humana, nós esperamos que as pessoas nos aprovem.

A natureza humana consiste em necessidades: necessidade de ser amado, respeitado e aceito.  Ter uma opinião diferente e não a expressar, te limita. Depender de uma confirmação ou adulação para sentir-se bem, dá poder as outras pessoas, não a si mesmo. Receber uma critica ou rejeição, faz com que você se sinta sem valor. Logo, os exemplos citados acima, limitam seu potencial, afetam sua performance e destroem seus sonhos. Você não controla como as pessoas respondem a você ou a ideia que têm de você, mas você tem completo controle sobre como lidar com isso.

'O único poder que as pessoas têm sobre você é o poder que você dá a elas.' Joel Osteen

Seu valor não vem de outra pessoa, o que eles dizem ou fazem não determina seu valor. Para começar a ter controle de si mesmo, o primeiro passo é parar de esperar que as pessoas o aprovem, parar de olhar para terceiros e fazer as pazes com si mesmo. Antes de olhar para a janela, olhe para o espelho.

Quem é você? Por que você precisa tanto que te digam quem você é?

Você não é obrigado a se adequar a nada ou ninguém, você não tem que fazer o que fazem, ou ver o que eles veem. Você não é obrigado a se tornar aquilo que eles querem ou se limitar a ideia ditada, sobre o que eles acham de você. Jamais limite sua capacidade a isso. O segundo passo é identificar o porquê de você ainda permitir isso.

Primeiro: Você não sabe quem você é.
Segundo:  Você sabe quem você é, mas não gosta e se recusa a ser fiel a sua própria identidade. Não seja seu próprio impostor.

Nós temos como instinto de sobrevivência, nos adaptarmos. Se adapte, não se adeque. Quando você se adapta você acompanha o fluxo natural de mudança, mas o momento em que você se perde, é quando você se adequa. Você não precisa se adequar aos outros, mas é sua obrigação compreendê-los como indivíduos. Quando você sabe a sua identidade, você não se prende a nada que não te defina, não se vive mais por conveniência. Moral da história: não se limita a terceiros.

Identidade traz a para si mesmo dignidade, porque você se torna fiel aos seus princípios, valores e aquilo que acredita. Dignidade traz plenitude e a plenitude só é atingida através do autoconhecimento. É a capacidade de compreender o outro na plenitude da sua dignidade, dos seus direitos e da sua diferença.

Se eu tivesse me contentado com a vida que eu tinha, que foi ditada a mim através das expectativas das pessoas ao meu redor, das limitações do ambiente que eu cresci, ou das circunstancias que aconteciam comigo, eu não seria a mulher que eu sou hoje.

As pessoas vão pensar o que elas querem pensar. Percepção é um jogo perdido, então eu não jogo. Deixo elas perderem. Perderem-se na ideia que elas têm sobre mim, ou nas expectativas que colocam em mim. Quem eu sou, é para que eu descubra, não para ser ditado a mim. Esse é o único jogo que vale a pena jogar.

Qual poder você permite que as pessoas tenham sobre você?

xx,
Astrid

Astrid Lacerda

Author Astrid Lacerda

Financial & High Performance Coach, CCO at SobreEntretenimento and Writer

More posts by Astrid Lacerda

Join the discussion 2 Comments

  • Rodrigo disse:

    Realmente, querer ser aprovado pelos outros é algo que cansa e MUITO.
    Confesso que acredito que esse texto não vai me deixar dormir essa noite, repensando e relendo algumas atitudes da minha vida.
    Excelentes palavras e sensibilidade.

  • Tainá Martins disse:

    Eu amei esse texto. O autoconhecimento é a chave para entendermos o que você propõe com ele. Você é incrível!!

Leave a Reply

“First they ignore you, then they laugh at you, then they fight you, then you win.” M. Gandhi