TEXTOS

Lola & Javier

By agosto 17, 2015 One Comment

‘Você não vai precisar de ninguém se você me tiver.’
‘Eu sei disso…’ Sussurrei quase inaudível.
‘E é exatamente assim como eu me sinto em relação a você. Eu não vou precisar de outra pessoa se eu tiver você.’
‘Agora é uma hora perfeita pra ser cética.’ Bufei. ‘Pare de jogar comigo…’
‘Eu não estou jogando com você…’

Eu não conseguia desviar o olhar dos olhos dele.
Parecia um jogo.
Talvez fosse.
Mas aqueles olhos verdes sombrios me encaravam com tanta expectativa que eu sentia meus ossos doerem e minha pele queimar.

‘Eu vou beijá-la agora.’

Ele cortou o silêncio e eu senti meu coração sair pela boca com aquelas palavras. Quando seus lábios tocaram os meus eu senti todos os poros do meu corpo eriçarem. Eu havia esperado meses por isso e naquele exato momento eu não sabia o que fazer, não fazia ideia de como correspondê-lo. Ele havia me desarmado.

Tudo aquilo que eu acreditava, todo o ceticismo que eu teimava em possuir se esvaiu no momento em que ele me beijou. Javier tirou toda a sanidade que eu possuía com apenas um toque. E então eu o beijei de volta.

Eu não fazia ideia de qual jogo eu estava jogando, mas ao mesmo tempo em que eu sentia amargar minha boca, parecia doce na ponta da minha língua.

Astrid

Astrid Lacerda

Author Astrid Lacerda

Financial & High Performance Coach, CCO at SobreEntretenimento and Writer

More posts by Astrid Lacerda

Join the discussion One Comment

Leave a Reply

“First they ignore you, then they laugh at you, then they fight you, then you win.” M. Gandhi